domingo, 18 de maio de 2014

Dimanche au cinema - Nascido para matar


Ao contrário de todos os fãs de Stanley Kubrick que já conheci, euzinha considero Full Metal Jacket seu melhor filme. Sim, tem 2001, Dr. Jivago (detesto De Olhos bem Fechados), Iluminado, Laranja Mecânica (depois escreverei sobre as adaptações de obras literárias por Kubrick), mas eu prefiro Nascido para matar.

A maioria dos filmes que mais amo assisti sem saber do que se tratava e foi isso que aconteceu com este filme em questão. Aluguei num feriadão, faz muito tempo, nem sabia direito quem era Stanley Kubrick, basicamente só conhecia 2001 Uma odisséia no espaço, que eu havia gostado consideravelmente e que havia me perturbado - é que curto experiências perturbadoras.

Nascido para matar era completamente diferente. Os primeiros 20 minutos parecem com qualquer filme razoável sobre a Guerra do Vietnã e os fuzileiros americanos, uma instituição yankee: tem o engraçadinho, o melhor amigo do engraçadinho, o esforçado, o débil e o sargento durão desumano, Sargent Hartman, um ícone da história do cinema, que só dura a primeira parte do filme. Depois há a reviravolta e nos deparamos com a linguagem kubrickneana e suas desconstruções. É terrível e por isso, muito, muito bom.




Bisous.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sejam educados, seus lindos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...